MINHA CONTA

Arte Brasileira na Ditadura Militar

Duplo clique para aumentar imagem

Reduzir
Aumentar

Mais Imagens

Arte Brasileira na Ditadura Militar

Detalhes

Arte Brasileira na Ditadura Militar analisa a interseção entre política e artes visuais durante os anos mais opressores do regime militar no Brasil, de 1968 a 1975, através das obras de três artistas: Antonio Manuel, Artur Barrio e CIldo Meireles. 

Nascida no Rio de Janeiro, a curadora e historiadora da arte Claudia Calirman descreve como esses artistas abordaram a situação política ao mesmo tempo em que trabalharam  com novas linguagens nas artes plásticas.

Os três artistas analisados neste livro criaram uma nova linguagem para produzir obras que representavam uma força transformadora exercida não somente em relação à política de repressão, como também direcionada ao generalizado e estagnante conservadorismo na cultura brasileira. Não há nenhuma maneira simples de identificar como estas obras de arte foram recebidas, já que os meios de comunicação foram censurados durante a ditadura militar. Não há registro de quantas pessoas poderiam ter visto as exposições aqui discutidas ou adquirido algumas das obras em questão. Este livro não pretende, portanto, especular sobre os sucessos ou fracassos destes empreendimentos artísticos; ele tenta, sim, delinear a criação de novos paradigmas artísticos que se valeram de práticas internacionais para lidar com a situação política local.

Este livro examina as exposições em que estas novas manifestações ocorreram, considerando o papel central das instituições de arte, especialmente do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – e não apenas aquelas realizadas, mas também as que foram canceladas em virtude da censura, igualmente importantes. Desta forma, ele acompanha a mudança de espaços institucionais para as ações de rua e para o aparecimento de obras de arte site specific, que surgiram num momento em que as obras com qualquer conotação rebelde, na medida em que ainda eram expostas no formato convencional, tornaram-se presas fáceis diante da repressão do regime. Os acalorados debates e questões polêmicas que marcaram o período, os principais atores dentre seus defensores e detratores, os conflitos e as tensões que levaram a avanços artísticos: todos estão em primeiro plano neste livro. Ao reunir estes diversos materiais e combiná-los com um estudo crítico sobre as atividades de três artistas durante o período, espero criar uma narrativa da produção criativa em face da política conservadora que é, em sua forma mais simples, o arquétipo da ingenuidade artística: a criação ousada nascida a partir de um desejo de expressão, não obstante as circunstâncias adversas.

Informação Adicional

ISBN 978-85-99625-49-1
Formato 15,0cm x 23,0cm
Páginas 240

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

ISBN: 978-85-99625-49-1
Páginas: 240
Publicação: novembro de 2014
Formato: 15,0cm x 23,0cm

Preço: R$60,00

R$36,00